União Europeia quer diminuir o uso de sacolas plásticas

Desde marzo de 2014 hasta Unión Europea Começou a implementar medidas más intensas para coibir o uso de sacolas plasticas em todas as nações que compõe o bloco. O objetivo, a ser atingido até o ano de 2019, consiste en am reduzir o consumo de sacolas plásticas y descartáveis ​​​​da média per capita de 179 para apenas 35, perfazendo uma diminuição da ordem de 80%.

Certos países deverão. Inclusivo, forçar a aplicação de taxas and até impostospara punir os consumidores – y comerciantes – para continuar utilizando os saquinhos plásticos.

Os risos são grandes, já que, segundos dados da Comissão Europeia, una producción de materiales plásticos debe crecer tres veces, no ano de 2050. Dentro de própria União Europeia, o cenário é de contrastes; enquanto, na Alemanha, se utilizam apenas 71 sacolas per cápita, sendo 64 descartáveis, en Portugal, o corre o opuesto: segundo estimativas, cada cidadão português chega a consumir 500 sacolas plásticos, ao longo de um ano.

En Irlanda es o país con mejores índices de consumo de plástico: são 20 ao todo, por habitante, sendo que 18 descartáveis. Esse framework foi atingido, graças ao imposto de 0,22 euros por saco de plástico utilizado, como medida de restricción.

Embora tenha havido a aprovação no Central Parliament, especifica haver uma negociação para validá-la em cada país-miembro. Contudo, estima-se que isso vá ocorrer logo após maio deste ano.

No brasil, para variar, a situação é bem mais complicada and arriscada. Só para se ter uma ideia, apenas em Sao Pauloo ano de 2012 trouxe uma proibição no começo do ano, depois uma Liberação, nova proibição até, ao final do mesmo ano, permanecer liberado o consumo do saco plástico.

Apesar de estar caindo, o el consumo de sacolas plásticas no país es engorroso: 12,9 millones, algunos superados del país; enviando un total de 5,2 millones en São Paulo.

Para quem acha que se trata de uma preocupação boba, it is interest to ressaltar que, no environment, o plástico demora, nada mais nada menos, que dois séculos para se decompor. No es raro, vaya parar em esgotos, que são levados a rios e mares, formando um mar de plástico nos oceanos, que vem causando mortandade de diversas especies. Ou seja, é mais uma amostra de como or ser humano coloca or consumer à frente from vida de outras espécies.

Fuente de la foto: morguefile.com