Uluru, o montaña sagrada no Parque Nacional Uluru-Kata Tjuta, Austrália

O Monte Ulurunombre aborigen deste que é o maior monólito do mundoes um monte de pedra y um sagrado local para os Anangu, povo aborígene da região, situado no coração do Parque Nacional de Uluru-Kata Tjuta, no Centro Vermelho da Austrália.

Su beleza, una cor avermelhadaseu tamanho foram describió, pela primeira vez, pelo explorador Ernst Giles em 1872. Para Giles o Uluru era «o seixo notável».

Uluru es limpio, puede ver la verdad en las fotos que o apresentam, y muda de cor se conforma o dia pasa sendo mais explotando ao pôr-do-sol, dizem os que já o viram.

foto: duatravel

Segundo consiste en, trata-se de um bloco único de arenito impregnado de felspatos, que tem a cor vermelha pela oxidação natural. Si está atascado ou não, es una discusión antiga já que, pelo menos o pesquisador geólogo Roberto Cunha, profesor de la UFRGS-BR afirma que seria sim um granito. Pero importante es que rocha, imensa, acampada no meio do Parque Nacional, es sagrada, possui água em seu interior (cisternas naturales) y cavernas con pinturas muito antigascom o típico traço pontilhado, característico da cultura anangu, que se puede conhecer, a técnica, em oficinas dadas por aborígenes no Centro Cultural Uluru-Kata Tjuta.

A região onda está or Uluru está inserida no Norte do Australian continente e foi devolvida em 1985 pelo gobierno años Anagus – reconhecidos como Guardiões do Centro Vermelho – e hoje é arrendada por estes para o estado, por 99 anos, para uso como Parque Nacional.

Se permite una visita eo caminho bem feito em camelos ou motocicletas, de preferencia com um guía turística aborígene que lhes tendrá una historia local, como lendas eo significado, para esse povo, desta enorme pedra vermelha. Escalar a pedra não é prohibido porém também não é incentivado já que isso macula o seu caráter sagrado e, por outro lado, if constitui em risco significant.

foto: galeria-de-fotos-de-viajes

Trazer de lá um pedaço de pedrahacer Uluru, tem sido considerado «azar» e, counts a direção do parque que, todos os anos, muitos pedaços desses são devolvidos pelo correio, con un pedido de esculturas. Fotografiar o Uluru também tem suas restrições, de parte dos aborígenes, especialmente un área reconhecida por eles as “cerebro” do monólito.

Una región es desértica, recheada de animais selvagens y por lá você vai encontrar pássaros muito diferentes, dingos (cães selvagens australianos), emas, cangurus and plantas para nós desconhecidas. Nos passeios disponíveis no Parque Nacional, você também conhecerá sobre as comidas tradicionais, os remédios que o povo aborígene fabrica e como os usa e, veja só, como os animais de lá formaram a paisagem que hoje se vê. Isso tudo è contado pelos guias locais y os looks-parques, que estão à disposição do Tourist para acompanhá-los em uma das 3 trilhas abertas à visitão and caminhada.

Leer más sobre viajar:

JÁ PENSOU EM VIAJAR EM UM TREM DE LUXO? AQUI NO BRASIL TEM

TOCANTINS: UM PARAÍSO PARA SE DESCOBRIR

LIUBLIANA: COMO ES UNA CAPITAL VERDE DE EUROPA 2016

Fuente: Australia – Centro Vermelho