Tincture para cabelos: corn substâncias químicas no blood dos cabeleireiros

Um novo estudio comparou o sangre de cabeleireiras, que trabalham con frecuencia com tinturas de cabelo, laques y outros producidos químicos, com o sangre de quem não costuma usar esses produtos. O resultado? O primer grupo apresentou maiores concentrações de uma substância potencialmente cancerígena, a toluidina.

Uma equipe de pesquisadores de Universidade de Lund, na Suécia, usu como estamos buscando 300 cabeleireiras; 32 personas que tingiam o cabelo regularmente y 60 que não tingiam. As participantes do estudo, all mulheres não-fumantes, fizeram exame de blood para ver se havia presença ou ausência de oito compostos cancerígenos, como chamadas aminas aromaticas. Sigue el examen que indica el tiempo de exposición de las sustancias cancerígenas.

Os níveis destas aminas aromáticas variaram considervelmente, 0-200 pg/g de sangre, pero no significativamente diferente entre os três grupos. O que se notou, porém, é que havia cabeleireiras com maiores niveis de toluidina Eram especificamente aquellas que mais faziam tinturas y tratamentos de coloração durante una semana de trabajo. Na prática, a presença desta substância incrementada conforme o número de tinturas efetuadas por dada cabeleireira.

O estudo, publicado no Revista médica británicadestaca una necesidad de analizar los productos químicos utilizados en salones de belleza para saber si, apesar dos controles e de novas regiras para a produção destes produtos, eles continuam sendo potenciais fuentes de exposición a toluidina.

A veces interesa ler também:

COCAMIDE DEA, UNA SUBSTÂNCIA CANCERÍGENA ENCONTRADA EM 100 XAMPUS

10 INGREDIENTES DE ORIGEN ANIMAL ESCONDIDOS NOS COSMÉTICOS

COMO FAZER O CABELO CRESCER RÁPIDO: DICAS Y REMÉDIOS NATURAIS

ALISANTES PARA CABELOS Y FORMALDEÍDO, SUSTANCIA CAUSADORA DE CÂNCER