Terapia con mascotas: cuando os cães são os “doutores” do consultório

Que os pets têm assumido papel cada vez mais central em nossas vidas, todos sabemos, o que às vezes não consequimos adivinhar é na maneira como a participação deles avança em nosso cotidiano. Veja: Na Brinquedoteca do Instituto de Psiquiatria (IPq) de la USP, há o desenho de um cachorro com ao aviso: “Estamos en terapia”.

Confieso que creo que em therapy para o cachorro ao descobrir it informação, no entanto, tratava-se de um vir-lata de nombre Madiba que acompanhava como actividades de um menino com Conductor del Transtorno del Espectro, termo que engloba diferentes tipos de transtornos caracterizados por dificultades de comunicação, comportamiento e interacción social. issomesmo, o cãozinho era o “dotor” na sala.

Madiba pertenece a Terapias Asistidas por Cães (TAC), em uma parceria com o IPq que, inicialmente, tinha o objetivo de apenas reduzir a ansiedade das crianças com autismo na sala de espera por meio de atividades entre o cachorro e as crianças. Mas o projeto evoluiu a ponto do cão si regresa de terapia.

«Muitas vezes, or animal acaba assumindo or papel de intermediário da relação da criança com outro ser humano, é algo que as pesquisas têm evidenciado», relaciona a la pediatra Marisol Sendin, coordinadora de la Brinquedoteca do IPq, espaço lúdico waves as atividades com os cães, entre outras terapias, são desenvolvidas.

Resultados

Una iniciativa obteve bons resultados e seegueu para as crianças internadas no Hospital-Dia Infantil. Essas crianças sofrem de problemas como esquizofrenia, déficit de atención, depresión, transtorno bipolar, entre outros, y é fundamental no tratamento das crianças que o aislamiento eo proceso de interneção seja bem-sucedido. Missões que os cachorros ajudam a cumprir com maior eficiência.

Eles ajudam até mesmo na recovery of memórias, I tender as exemplo um case of um idoso com Alzheimer that teve positive alteração em seu picture graças a um dos cães. “A psychologa observou que aquilo não podría ser Alzheimer, pois o process de memória, as o cachorro, de repente mudou”.

Como é feita a internoção dos cachorros com as crianças

As crianças pode ficar internadas no hospital pelo periódo máximo de tres meses. Durante una terapia, situaciones de conflicto intenso, como na aplicação das medicações, un integração dos cachorros ajuda demais.

Entre las cualidades principais dos cachorros como therapeutas há ausência de expectativa. Ou seja, ao contrário dos médicos and parentes que semper esperam uma positive answer and se decepcionam when não consequem, os cães não sofrem com esse problem, ajudando na espontaneidade da criança que vai fazer or que tem de fazer when estiver ready.

Além disso há o contato mais direto. A criança brinca com o cachorro de form que mais lhe agradar, sem correção de palavras ou da maneira que se implica, pois o cachorro não está “nem ai” para isso. Sin tratamiento, 100% espontaneidad es fundamental para el éxito.

Treinare dos cachorros

Vinicius Ribeiro forma equipo con TAC y um dos responsáveis ​​​​pelo treinare dos cachorros «dotores». Ele afirma que cada um deles recibir um treinare específico segundo una función que irá ejecutar y su función depende del comportamiento de cada animal y não de su raça.

Madiba, por ejemplo, foi treinado desde pequeno para actuar como terapeuta, considerando seu perfil ativo y brincalhão, mas também muito educado. “E ele foi basicamente treinado pelos pacientes, que ensinaram vários comandos, como rolar, dormir e dar abraço”, cuenta o especialistas.

Mas todos os cães são devidamente treinados no trato com as crianças, algo mudando o “cargo” de cada animal. O resultado del tratamiento surtido e deveria ser copiado por outros hospitais. Como crianças, felizes com seus mascotas durante o período de internação, sem dúvida agradeceriam.

Leia también:

PET TERAPIA Y PSIQUIATRIA PARA AJUDAR OS PACIENTES

CÃES TREINADOS PARA DETECTAREM CÂNCER PODEM SALVAR VIDAS

Fuente de la foto: imagenesgratis.com