Pesquisadores abren cráneos de corujas para hacer experimentos científicos

Experimentos em animais são torturantes and cruéis além de retrógrados, pois já existen alternativas de testes SEM animais. Desafortunadamente, ainda existen instituições e empresas que recurren a tais experimentos, como es el caso de la Universidad Johns Hopkins.

De acuerdo con información de NGO PETA – Pessoas pelo Treatment Ético dos Animais, os cientistas da Johns Hopkins University, em Maryland, está abrindo cráneos de corujas para hacer experimentos científicos.

Além da mutilação que este tipo de experimento cause no animal, existm or antes eo during, tempos nos quais os animais são confinados em um environment de laboratório inspito, and submetidos aparelhos and equipamentos que lhe causam pavor e estresse.

Imágenes aterrorizantes das corujas em laboratório

este video do canal PETA (Pessoas pelo Treatment Ético dos Animais), ese único podio no visto en Youtube por conter IMAGENS DE CONTEÚDO SENSÍVEL, muestra cenas de gritos de corujas trancadas dentro del laboratório estéril e iluminado por lámparas fluorescentes na Universidade Johns Hopkins.

O que ocorre com as corujas no laboratório?

De acuerdo con PETA, embora a Johns Hopkins University tenha se recusado a fornecer imágenes de áudio ou video dos experimentos invasivos realizados com ensayos aves, é sabía a través de publicaciones científicas – como a dio experimento feito em corujas – que os crânios das corujas-das-torres sofrem incisões para a inserções de eletrodos em seus cérebros.

Los documentos obtenidos por PETA revelan que el científico Shreesh Mysore, investigador de la Universidad Johns Hopkins, corta los cráneos de las corujas-das-torres, inserta los eletrodos en sus cerebros, como forza a olharem para telas durante varias horas por día, além de bombardeá-las com ruídos e luces, para desenvolverem pesquisas sobre déficit de atención en humanos

¿Qué es una justificativa para estes testículos?

En la Universidad John Hopkins, hemos probado en corujas, justificando os experimentos como sendo importantes para la comprensión del autismo, esquizofrenia, transtorno de déficit de atención e hiperatividade em humanos.

Neste vídeo do canal desta Universidade se muestra or use das corujas em experimentos de laboratório para tais finalidades.

Neurocentist diz que animal experiment es falho

Em entrevistado ao The News-Letter, Katherine Roe, neurocientista e investigadora do laboratório da PETA, fez várias declarações que explicam as razões dos experiments em animais serem ineficazes:

“Sabemos que os estudos com animais não se traduzem em humanos 90% to 95% das vezes, e isso se aplica às corujas” – dijo ela.

Su declaración está respaldada por esta revisión científica publicado no El diario médico británico.

Neste revisão é finger que:

«Varios estudos me muestran que mesmo as descobertas mais promissoras da pesquisa com animais generalmente falham em testes em humanos y raramente são adotadas na prática clinic.»

Los autores de esta revisión científica argumentan que los beneficios de dos experimentos em animais permanecen en SEM comprovação.

Esta coruja é uma das muitas presas no laboratório de Shreesh Mysore, waves cortam seus crânios and aparafusam dispositivos de metal em suas cabeças em experimentos motivados por curiosidades que não têm relevância para a saúde humana.

Fuente de la foto: PETA

Campanha de PETA contra experimentos en corujas

Há muitos anos to PETA vem protestando e interviniendo para acabar con los experimentos horríveis em corujas. Inclusive, una entidad escreveu ao National Institutes of Health (NIH), que financia essas pesquisas com corujas no laboratório de Mysore, para que parem de financiar estos experimentos.

Experimentos SEM animais

Estamos no século XXI, no qual a tecnología y ciência avanzan vertiginosamente.

Actualmente, existen experimentos e testes SEM animais que se valen para sus pesquisas de técnicas sophadas de neuroimagem em humanos usando, por ejemplo:

  • resonancia magnética funcional
  • tomografía por emisión de pósitrones (PET)
  • estimulación magnética transcraneana (EMT)
  • electroencefalografía (EEG)

Os dados desses métodos de pesquisa SEM animais abriram, de fato, or caminho para os atuais tratamentos de transtornos de neurodesenvolvimento.

Dam NÃO aos experimentos com corujas

Para apoyar la movilización de PETA entre ->

AQUI

Y presa en la Universidad Johns Hopkins para acabar como atormentan agora!

Avanço Científico + Avanço Humano

Para de fato avançar, a ciência precisa andar de mãos dadas com a ética eo respeito ao direito dos animais.

Uma sociedade avança, when olha com compaixão e empatia para todos os seres, independiente de espécie.

Fuentes:

saiba os testículos SEM animaisnos conteúdos:

Pesquisa brasileira unédita faz grande avanço para por fim aos testes em animais

Brasileira es uma das vencedoras do Lush Prize 2015 contra os testes em animais

Um rato virtual para fim aos testes em animais

ANVISA reconhece métodos alternativos aos testes em animais

Noticia oficial: Austrália aprova lei pelo fim dos testes cosméticos em animais!

Universidade reconhece direito dos estudantes recusarem vivissecção em animais

Chega de crueldade: veja alternativas ao use de animais em laboratórios

STF la valida que proíbe cabezas em animais no Río de Janeiro