O lado sombrio da Copa: o desastre dos povos indigenas

En cuanto a las autoridades brasileñas se esfuerzan para pasar una imagen totalmente positivo ao longo da copa del mundo de 2014 – de que o brasil é um verdadeiro «paraíso”-, no faltam manifiestos, protestas e declarações que mostrem que a realitye é bem outra e, para dizer or minimal, mais complexa.

Entre como parcelas da população mais atingidas pelos problemas lançados pelo mundial estão os pueblos indigenas. A maior parte das arenas – ou estádios – from Copa estão erguidas em areas que, originalmente, pertenciam a esses povos. Com isso, ess cidadãos vêm sendo vandalizados, com remoções forçadas and supressão de direitos.

Arenas: o el terror indígena

Entre os estádios vamos a presentar, a seguir, de que forma essas construções afetaram os povos indígenas que ali viviam.

Manaos

Irony das ironias, una arena amazoniaubicado en la capital del estado, foi construida como «homenaje”Aos índios, enviando una forma de construção do estádio algo próximo a uma canasta indígena, um dos principais símbolos dessas populações.

O su nombre capital, Manaus, foi dado em homenagem à tribo Manaós, hoje extinta. Esse povo lutou intensamente contra la dominação portuguesa, chegando a unificar outras tribos para formar uma resistência. Desgraciadamente, no nos resistiremos a las confrontaciones.

Conflitos de madeireiros, posseiros y grileiros ameaçam as tribos isoladas da região.

Cuiabá

Na capital do Mato Grosso, bem na area wave hoje is a Arena Pantanalpelo menos tres tribos importantes existen: Nambiquara, Umutina y Pareci. Como três quase foram dizimadas, por razões differentas, mas apesar dos conflitos por terra, madeireiros and latifundiários, estão se recovering aos poucos. A una distancia de 1.400 km de Cuiabá vive o povo Kawahivaa pesar de su estão muito aislamiento ameaçadas de extinción.

Rio de Janeiro

N / A Arena Maracaná – What em Tupi, quer dizer tanto papagaio, cuánto remete à expressão maraca-na, que é um tipo de chocalho que os índios utilizan em cerimônias religiosas.

Para una reforma do Maracanã y construção de um estacionato foram expulsos índios que viviam na chamada Aldeia Maracanãuma ocupação do prédio no qual funcionava o Museu do Índio, hoje desativado. Como autoridades do estado e do município desocuparam a area para derrubar o casarão – do século XIX – and fazer dali, um espaço para guardar automóveis and um museu… do futebol.

Outras implicações da Copa contra os povos indígenas

Além de todas as diversas histórias de violação de direitos y abandonoos índios foram transformados oficialmente pela Fifa – organizadora da Copa – in a mass invisível, já que its existência is completely omitida of all os releases oficiais, for a imprensa and audiência do world all.

No obstante essa omissão vergonhosa, a Coca, uma das maiores investidoras do event, utiliza índios como garotos-propaganda, ao mesmo tempo em que adquirir açúcar de la multinacional norte-americana Bunge, que esta envuelta com to exploração de terras dos índios guaraní.

Resistencia indígena

A organización de supervivenciapresent em mais de 100 países do mundo, is na luta pela sobrevivência dos índios. Para isso, faz pressão sobre as autoridades nacionais, de modo a propiciar a tais povos seus direitos mínimos constitucionais assistidos.

Para saber más sobre como ajudar o projeto, solo acessar aquí.

Fuente: supervivencia internacional