Nuestro urso-polar desnutrido: as terríveis consequência do derretimento do gelo

Delgado, curvado, triste. Así aparece u um urso-polar aos olhos de fotografía Kerstin Langenberger em uma ilha no arquipélago de Svalbard, no Océano Ártico. uma foto chocante que lembra mais uma vez que o planeta e seus habitantes estão sofrendo as sérias Conseqüências da mudança climática.

No Ártico, os ursos-polares se encuentran frente a um cenário sombrio. O aumentar las temperaturas estão favorecendo o derretimento do gelo marinho, olas estes animais caçam. Uma vez sem gelo, os ursos-polares procuram por outras fontes de food, pero nunca siempre obtêm resultados felices.

O urso-polar completamente desnutrido caminha sobre uma fina camada de gelo cercada por agua. Una fotografía, de origen alemán, es especializada en la vida salvaje del Ártico, pero también es especialista en medio ambiente. Por eso, ella aprovechó una oportunidad y compartió su foto en Facebook y expresó sus preocupaciones sobre la relación con el cambio climático:

“Poucas vezes eu vi mães com saúde junto de seus filhotes também saudáveis. Várias vezes eu vi ursos terrivelmente magros, e eram exclusivamente do sexo feminino como este aqui”, diz a fotógrafa.

Um problema conhecido tiene algum tiempo. Já se sabia que a dieta dos ursos-polares iria mudar dramáticamente por causa do acueducto global. Estas criaturas están en colapso y muitas vezes são forzadas a matar golfinhos para sobrevivir.

“Para os turistas e fotógrafos da vida selvagem, or principal motif para viajar para Svalbard é ver os ursos-polares. Y sim, en su mayor parte encontramos ursos bonitos, fotogênicos y brincalhões. À primeira vista, tudo è como sempre foi, com uma das populações de ursos-polares mais easy acessíveis no mundo, strong protegidos «, diz a fotógrafa.

Existe busca 3.000 ursos-polares en Svalbard y busca entre 20.000 y 25.000 vivem na Terra. Mas existe uma grande incertidumbre sobre o futuro desta espécie.

Mmm estudio reciente realizado por cientistas por la Universidade de Wyoming confirmou que o metabolismo dos ursos polares se está mudando drásticamente. Pela primeira vez, os pesquisadores miden su gasto de energia na natureza durante os meses de verão. Los resultados revelan que los ursos, tanto sin escarcha como no solos, no consequem retardar su metabolismo en ponto de passar todo o verão sem queimar gran parte de la gordura acumulada.

En consecuencia, cuando las oplunidades alimentarias disminuyen durante o el derretimento del gelo no verão, os animais reduzem suas necessidades de energy mas não o suficiente para compensar como deficiências nutricionais.

Y los que aparecen aos olhos de Kerstin Langenberger es un sinal de que algo se está mudando.

Leia también: COMO SERIA O MUNDO SI TODO O GELO POLAR DERRETESSE?

Fuente de la foto: kerstin.langenberger