Minha Voz: uma plataforma sobre a violência contra a mulher

Rafael Reis, Daniela Silveira Rozados da Silva y Salete Farias son miembros de un equipo multidisciplinario de estudiantes y pesquisadores de la USP y os responsáveis ​​​​pelo projeto da plataforma digital «Minha Voz»criada para auxiliar as mulheres que sofrem ou sofreram cualquier tipo de violencia femenina. O projeto venceu a competição da maratona de programação, realizado pela Câmara dos Deputados em 2014, cujo premio será entregue el próximo día 4 de abril, a las 19 horas, en el Salão Nobre da Câmara, en Brasilia (Distrito Federal).

“¡Seja bem-vinda! ¡Aquí escutamos e respeitamos você!”. Es una oración de apertura de plataforma «Minha Voz»em canal que busca oferecer informações sobre as experiências das mulheres que sofreram violencia y abusosejam físicos ou psicológicos, domésticos ou não.

Os responsáveis ​​​​pelo projeto possuem diferentes especialidades técnicas. Rafael es peluquero técnico e informático Colégio Técnico de Campinas de la Unicamp y actualmente estudante de Engenharia Elétrica de la Escola Politécnica (Poli) de la USP. Daniela, doutora em psicología, filósofa y psicóloga, es pós-doutoranda del Instituto de Estudios Avanzados (IEA) de la USP. Salete, mestre em Ciências da Computação pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), es profesor del Instituto Federal do Maranhão (IFMA).

A «Minha Voz» surgiu para competer ao prêmio da marathon, cuyo tema fue un desenvolver um projeto que permitisse o enfrenziale eo combat contra a violência da mulher, mas também por conta das crenças de seus criadores, que acreditam que todo o type de ação desrespeitosa com o bem- estar moral, psicologico y fisico da mulher, debe ser caracterizado como violencia femeninacompatible declarar para equipar multidisciplinario de la USP:

“Para a Minha Voz, o que intereses é o ponto de vista de mulher que sofreu a violência. La violencia contra una mujer es un problema mundial. Si me consideras como formas de violencia, desde que nos fazem ficar mal emocionalmente, até como que nos machucam físicamente, todas as mulheres já sofreram ou correm or risco de sofrer algum type de violência”.

Mas não é algo de informações sobre or que fazer, que a Minha Voz auxilia as mulheres. Una plataforma también se reúne como experiências das mulheres que sofreram, ou ainda sofrem, com a violência. Todos os depoimentos, claro, são dados sob or absoluto sello de anonimato.

Os depoimentos buscam despertar a atenção das autoridades y, quem sabe, na criação de políticas mais fortes para combatir este grave problema.

“Criamos esse espaço para que as mulheres se sintam à vontade para contar e compartilhar com outras mulheres as experiências deviolence que sofreram, y esperamos que isso tenha um efeito fortalecedor na life oflas”, avaliam os pesquisadores.

E o site Minha Voz não para com a conquest do prêmio. Seus desenvolvedores buscam melhorar plataforma para atender as mulheres vítimas da violência: «Além da insertation de all essas informações, um de nossos maiores desafios is not count as a usuária: pretendemos que o contato da mulher com o site seja o mais confortável possível, and ao mesmo time ofereça informações that podem ser cruciais para sua integridade físico y mental. Temos que mentir acolhimento num moment extremadamente delicado y dolorosa, à busca rápida y acessível das informações que ela precis”, concluye.

Acceso aquí una plataforma Minha Voz.

Leia también: Ella Maria da Penha disminuyó la violência doméstica

Fuente de la foto: freeimages.com