Menos de 50% dos latinoamericanos practican actividades físicas

uma nova pesquisa de comportamiento trouxe à tona um tuerca preocupante para a saúde: am países latinoamericanosa conscientização da necessidade de fazer actividad física es baja.

Segundo o levantamiento, titulado Percepção e Realidade – Um Estudo sobre a Obesidade nas Américas, em locais desenvolvidos como Canadá e Estados Unidos têm 68% da população se exerciando, por duas ou mais vezes na semana e somente 14% não tem nenhuma prática, em países de América Latina são 41% os que se ejercitan 31% totalmente sedentários. A pesquisa foi realizada pela ganar americas y ocorreu en nueve países de América: Argentina, Brasil, Canadá, Colombia, Ecuador, Estados Unidos, México, Panamá y Perú.

Segundo os dados da pesquisa, o público femenino tem uma percepção mais crítica da saúde, em comparação a homens: ou seja, 67% das primeiras se declaram saudáveis, contra 72% entre os homens. Por lo tanto, tiene dificultades para abordar problemas relacionados con o sobrepeso entre los últimos.

Outros dados que corroboram para it leitura do behavior dos gêneros, hair menos 40% dos homens declaram estar acima do peso; porém, de acordo com seu Índice de Massa Corporal (IMC), 52% têm realmente sobrepeso – o que revela uma visão distorcida do body and from saúde.

Ja entre mulheres as percepções se invertem: 46% dizem estar con sobrepesopero el IMC muestra que alrededor del 43% está por encima del peso.

Dados colhidos em 2013, por meio da pesquisa Vigilância de Fatores de Risco and Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico indicam that 50.8% dos brasileiros estão acima do weight and 17.5% são obesos. Em 2006, pesquisa semelhante revelou 42,6% y 11,8%, respectivamente. A obesidade Es considerado como un factor de riesgo para una serie de crónicas doenças – diabetes, hipertensión y alguns tipos de cânceres.

Segundo esses levantamentos, 75% dos cidadãos das Américas desejam mudar a alimentação, pero solo 19% de logro. Os brasileiros, no hay panorama general, si mostramos maíz propensos a adoptar una dieta saudável: 89% mudariam seus hábitos alimentarios.

Americanos y canadenses aparecen en secuencia, con 77% y 76%, respectivamente. Já os mexicanos são diferentes: 50% não querem mudar a rotina alimentar.

En pesquisa reuniu 10.786 entrevistados y foi feita entre los meses de agosto y septiembre de 2014.

Fuente de la foto: imagenesgratis.com