El software interpreta expressões faciais de recém-nascidos

Quem tem, ou teve, um ou mais filhos, sabe o lo que es difícil, y desesperador, entender porquê o bebê chora. Mas agora a tecnologia promete nos ajudar e muito. pesquisadores por la Escola Paulista de Medicina da Unifesp (Universidad Federal de São Paulo) foram responsáveis ​​​​pelo desenvolvimento de um software capaz de detectar as expressões faciais relacionados con la sensación de dor em recém-nascidos.

Tal descoberta es esencial, pois poderá auxiliar no cuidado com os bebêsdando possibilidade de intervenções mais eficaces.

Una iniciativa surgiu a partir de la dificultad enfrentada por los cuidadores desses bebês mais novos, sobretudo nas unidades de cuidados intensivos (ITU), no que tange ao reconocimiento y na evaluación dos sinais de dor.

A dificuldade em entender os porquês de um bebê chorar, dificulta a tomada de decisão em determinada intervenções, pois há uma série de fatores que podem levar o recém-nascido a demonstrar certos incômodos nem always relacionados con dor.

Portanto, such pesquisa viabiliza um instrumento útil para monitorear a dor do bebê na rotina das unidades neonatais; o que é um enorme avanço.

Até então, am crianças que ainda não são capaces de verbalizaro reconhecimento da dor é feito com base em indicadores conductuales y fisiológicos, como respuestas motoras simples, expressões faciais y choro.

O software concebido en la Unifesp foi desenvolvido com base en escala Sistema de codificación facial neonatal (NFCS), ampliamente utilizado sin reconhecimento dos movimentos faciais de dor, convertida pelos pesquisadores em linguagem de computador com a colaboração do Departamento de Informática em Saúde (DIS) from EPM and of profissionais from Universidade de Mogi das Cruzes.

A captação das imágenes foi feita during procedimentos dolorosos com indicação médica, as: punção capilar, venosa ou arterial e injeção intramuscular ou subcutânea, necessários ao cuidado com os neonatos e não realizados para fins de pesquisa, de modo a oferecer o menor impacto possível aos bebês – que tinham entre 24 y 168 horas de nacimiento, sem necessidade de qualquer suporte ventilatório ou gástrica probe y sem malformações congênitas. Foram fotografados em tempo real por três câmeras, posicionadas à esquerda, à direita and acima do recém-nascido.

O softwarea través de identificación biométrica, mapeou y detectou 66 pontos de face dos bebêsreduzidos em Seguida a 16 pontos nodais principais, a partir de dos quais foram seleccionados aquellos que mais se movimentavam when it was expressa dor aguda provocada por algum procedimental médico.

As distâncias entre os pontos serviram para detectar as expressões faciais que, de acordo com a escala da pesquisa, demonstram sinais de dor. Assim, foram identadas 5,644 imágenes, uma media de 188 por recem-nascido.

Na sequência, os pesquisadores testaram a concordância between as análises do software and as de seis profissionais de saúde experientes no reconhecimento da dor neonatal, com especialização em neonatologia. Foram comparadas três imágenes de cada bebê: duas registradas no período de repouso, sem dor, and uma during procedimentos dolorosos.

Os pesquisadores trabalham agora na adaptação do software para monitorización de bebês enfermos, aprimorando as câmeras and adapting or system for which can beira do leito.

Mais detalhes sobre a pesquisa, publicado internacionalmente, podem ser localizados aquí.

Leia também: Leite materna: um superalimento. Amamentar es bom para a mãe y para o bebê

Fuente de la foto: imagenesgratis.com