“Corra que o futuro vem aí”: tecnología y mi entorno no Carnaval 2018

Carnaval também es arte y cultura. No es raro que como escolas de samba proponga al público una reflexão sobre o tempo y una situação em que vivemos, seja sobre o un ambiente social que cultural, siempre intentando inovar para surpreender o povo. ¡Y em 2018 no será diferente!

Em compasso com as questões mais atuais, this ano, as escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro querem show a importância from popular culture, do respeito à diversitye de gênero, religiosa, sexual and étnica, além de alertar para a questão ambiental .

«Run que o future vem aí»

Por ejemplo, en Unidos da Vila Isabel propõe em seu samba-enredo titulado «Run that or future vem aí», un tema muy importante para nossa reflexão, que es una relación entre la tecnología y mi entorno.

Bem, na verdade or future que será cantado pela escola na avenida já é bem present. O carnavalesco da escola, Paulo de Barros, projetou show para o público que no future, ou melhor, no present, es preciso preocuparse por ello como preservación de la naturaleza y como geração de energia limpia.

O alerta da Vila Isabel será feito pela apresentação das trajetórias das descobertas and invenções tecnológicas pelo homem and os seus impacts no meio Ambiente: o future from espécie humana depen- de de la conservación ambiental. A história da technology desenvolvida pelo ser humano é entoada em descobertas como os moinhos, as grandes navegações, os meios de comunicação e as ciências, de um modo geral.

Como sabemos, os avanços tecnológicos que até então alcançamos, fizeram com que conquistássemos muitas vitórias, a erradicação de várias doenças, a remote comunicabilitye between many outras maravilhas. Porém, tais maravilhas têm um enorme custo que quem está pagando está en Natureza. Por eso, devemos tomar como rédeas deste avanço científico, para preservar nuestras vidas.

“Hoje pensar em ciência

Es ter consciência do que está por vir

Então pra que desistir?

Run que o future vem aí «

E isso tem a ver também com um outro theme, a robotização em substituição do homem and a precarização dos direitos trabalhistas, um theme bastante atual e que será desfilado pela escola Paraíso do Tuiuti com o seu samba-enredo: «Meu Deus, meu Deus , ¿está extinta un escravidão?”.

A escravidão dos dias de hoje

Oficialmente, no sabemos que un escravidão foi extinta e é considerado uma violação dos direitos humanos. Entretanto, sabemos que un moderno escravidão ganhou outros contornos: crianças trabalham em carvoarias no nordeste brasileiro e na indústria têxtil na China, sem falar a questão da imigração na Europe, que vem transferindo de um país a outro hordas de desempregados.

“¡Meu Deus! Meu Deus!

Si eu chorar não leve a mal

Pela luz do candeeiro

Liberté o cativeiro social»

Outras escolas apresentarão outros temas variados y também atuais como por exemplo or papel ea força da mulher na história da civilização.

Agora, confira nos videos abaixo, or samba-enredo da Vila Isabel eo do Paraíso do Tuiuti, os quais falamos neste artigo:

Sobre o Carnaval, leia também:

CARNAVAL SEM BRILLO! ESTE BRILHO ES UM PERIGO PARA MARES Y OCÉANOS

NÃO É NÃO – CARNAVAL 2018 CONTRA O ASSÉDIO SEXUAL

FANTASIA DE CARNAVAL: IMPROVISE TEU LOOK COM OR QUE TIVER EM CASA

Foto: Wikipedia