Afinal é melhor parar de beber ou diminuir a quantidade de álcool?

Quem nunca acordou pela manhã de ressaca and jurou para si mesmo que nunca mais iria beber? Mas ainda tiene quem presa que ressaca si cura bebiendo maiz.

Claro que exceso ético não faz nada bem à saúde. Sobretudo, se os excesos costumam ser constantes, eo que deveria ser diversão acaba se return um problem. Esse pode ser um primeiro sinal de dependência ao álcool.

Muitas pesadas param totalmente de beber por conta dos problemas que o álcool começa a trazer para como sus vidas. Outras preferem diminuir a ingestão da bebida. Até alguns profissionais da saúde recomendam a diminuição, nos casos em que o paciente tenha condições de beber de forma responsable y de se autocontrolar. Mas, como saber, em cada chance, o que é melhor: parar ou diminuir?

Uma pesquisa responde

Para saber a fundo qual è a melhor atitude a se tomar, pesquisadores de la Universidade de Gothenburgna Suécia, investigam se há diferença entre os dos métodosde acuerdo con una publicación de súper interesante. Algumas pesquisas anteriores diziam que nenhum é melhor do that o outro e que therapist and paciente devem together desenvolver a melhor estratégia.

A pesquisa acompaña, pelo período de dos años y medio, 201 pacientes dependientes de álcool. Durante o estudo, os pacientes relataram se queriam parar de beber ou apenas reduzir o consumo de álcool. 88% deles não beberam absolutamente uma gota de alcohol durante todo o período, ao se proporem a abstinência total.

Já entre aquellos que tentaram diminuir o el consumo de bebidas até um nível de baixo rice, solo el 54% obtiveram tiene éxito en su objetivo.

A pesquisa identificou, ainda, um caso tercero: havia pessoas que não sabiam what method to follow, but reconheciam a necessidade de ajuda. As que buscaram ajuda em um grupo de abstinência tiveram mais êxito. 8 entre 10 pacientes lograran abandonar o vício do álcool, parando totalmente ou diminuindo para ingerir. Já os pacientes que buscaram ajuda am tratamiento de reducción de consumo não lograr nem parar, nem diminuir. Em 57% dos casos, eles continuearam a beber excesivamente.

Diminuir ou parar? ¡Es una pregunta!

A pesquisa não conclusuiu que a redução de álcool é ineficaz, mas pode não funcionar para algumas pessoas. O que o resultado sugere es que, na maior parte dos casos, é mais fácil manter o controle parando totalmente de beber.

De cualquier manera, coño o alerta para o caso de você estar exagerando no consumo de álcool ou alguém próximo. Existen muitos tratamientos y grupos de ayuda disponibles para quem enfrente o problema.

Especialmente indicado para você:

O QUE ACONTECE SI PASSARMOS UM MÊS SEM INGERIR AÇÚCAR Y ÁLCOOL?

ÁLCOOL COM ENERGÉTICO: UMA BOMBA QUE MATA!