Acreditar que os recursos naturais brasileiros são imensos, não faz de nós or país do future

A abundancia Delaware recursos naturaleso rico meio ambiente brasileiro siempre foi o motivo principal para declamar o brasil como «o futuro país«. A maior biodiversidade, clima tropical y terras férteis de norte a sul, além de 12% de toda en agua doce del planeta. Mas, ao invés de aproveitar tamanha fartura para o seu desenvolvimento, osgobernantes brasileiros (federal, municipais e estaduais, atual e passados), ficaram acomodados por acreditar que eses recursos eran infinitos y que não precisavam de gestão. Estavam, e estão, evidentemente enganados.

«A sensação de que o Brasil is abençoado com abundância de água faz com que se despreze a importância de uma extract de longo prazo para a gestão dos recursos hídricos».

O trecho acima faz comienza desde conclusão do Relación de la Gobernanza de los Recursos Hídricos en Brasildivulgación no último dia 2, quarta-feira, pela Organização para Cooperação and Desenvolvimento Econômico (OCDE), construido en el parque de la Agência Nacional de Águas (ANA). O objetivo do estudo é analizar la capacidad de gobierno y la asignación de aguas en el territorio nacionalalém de sugerencias para o mejorar gerenciamento dos recursos hídricos.

O texto aponta a má gestão em todos los niveis de gobernabilidade das águas brasileiras, tanto por falta de dinheiro como também a capacidade limitada de acompanhamento and execução.

O relatório aponta o aislamiento total de los órgãos públicos, dificultando una coerência política entre os setores de recursos hídricos, agricultura, energía, licencia ambiental, saneamento y uso exclusivo, informando que no brasil existen más de 200 comités de baños hidrográficos.

Para intentar revertir esa situación, la OCDE realiza diversas sugerencias. Entre elas sugieren que o Brasil debe abandonar una política de «gestión de crisis«, Ou seja, uma gestão que só atua realmente cuando una situação» se abre «, y adotar uma «gesto de risa»en vista de las previsiones de crecimiento poblacional y económico y como mudanzas climáticas.

«Eso crisis hidrica pela qual o país pass propicia que a sociedade coloque a gestão da água de uma estategically ampla, em debates de mais alto nível. Vários países del mundo têm passado por essas mudanças eo Brasil pode give them step for aperfeiçoar mecanismos de gestão «, afirmar o representante de la OCDELuis de Mello.

O estudio Sugerir que a Gestão da agua debe ser visto como prioritaria y extratégicavisando beneficios sociales, ambientales y económicos “mais amplos” para el país.

El presidente de ANA comentó sobre la importancia del documento o futuro de água no Brasil:

“Assim que o recebemos o relatório final, deliberamos para que não seja apenas um document, mas um instrumento fundamental para organizar a atuação da ANA and de seus parceiros institucionais, finaliza.

Leia también: CRISE HÍDRICA: JUSTO NO PAÍS QUE POSSUI A MAYOR RESERVA DE ÁGUA DOCE NO MUNDO

Fuente de la foto: fotospubicas.com